A liga da justiça de Cliff Chiang.

Dias atrás, apareceram na internet desenhos do quadrinhista Cliff Chiang que reimaginavam a Liga da Justiça como personagens japoneses. Para isso, Chiang mesclou os personagens dos comics com clássicos da cultura pop nipônica. O resultado final ficou bem divertido: Continuar lendo

Bwah-ha-ha!

É isso, agora que a DC resolveu fazer um reboot do seu universo como o conhecemos, apagando anos de cronologia incompreensível ( e trazendo de volta horríveis visuais com cara de  anos 90 para seus personagens) não veremos mais a Liga da justiça em sua formação cômica. E J.M DeMatteis, Keith Giffen e Kevin Maguire realizam a ultima aventura dos engraçados personagens para a série de histórias especiais DC Retroactive, que imagina novas histórias com os super-heróis em épocas passadas, acrescentando novas aventuras as histórias que foram feitas em cada fase.

No fim dos anos 80, os super-heróis da “primeira divisão” , como Superman e Mulher-Maravilha estavam sendo reformulados e por isso não podiam ser utilizados na formação da Liga da justiça. Sobrou só o Batman e J’onn para se unirem a Besouro azul, Gladiador Dourado, Guy Gardner, Sr. Milagre, Soviete Supremo e outros. A escolha de personagens menos famosos para compor o grupo levou a uma nova e sagaz direção para a super-equipe, voltada para a comédia. As tramas de humor absurdo (imagine se Seinfeld fosse uma série com Super-heróis) alcançaram sucesso e deixaram saudade pois eram muitos elementos e situações que se tornaram clássicas: os planos para enriquecer do Besouro Azul e do Gladiador Dourado; o soco que Guy Gardner tomou do Batman, o império de escambo intergaláctico do Conclave, a lógica capitalista-picareta que Maxwell Lord empregava e por ai vai.

Apesar de agora ser mesmo impossível novas histórias com a Liga comédia, antes já estava inviável, desde crise de identidade e do momento em que Maxwell Lord matou o Besouro Azul Ted Kord ( o que considerei uma grande idiotice editorial). Não havia mais clima para esse tipo de história neste atual universo DC mais sisudo; vejamos no pós-reboot. Quem sabe o Besouro Azul e o Gladiador Dourado finalmente enriquecem com um hotel cassino em kwei-kwei-kwei ou coisa parecida?

Aproveite para ver outras imagens bacanas de DC retroactive- os desenhistas emulam o estilo da época, com traços mais elegantes, diga-se de passagem 🙂

Batman

Superman:

Flash:

Lanterna Verde:

Sillof e seus incríveis Action Figures

Não é segredo que George Lucas se inspirou muito nas histórias de samurais e na cultura japonesa para criar a trilogia original de Guerra nas Estrelas (ainda não acostumei a falar Star Wars).

Pois esse artista, Sillof, resolveu re-imaginar a saga como um filme de samurais passado no japão feudal. E assim surgiu o Sutâ Wôzu:Aratanaru Kibou(star wars: a new hope). Esta versão fictícia seria um filme de Akira Kurosawa, com grande elenco, realizada em 1955. Mas devido a um problema na gravação o filme nunca chegou a ser lançado. Olha que legal ficou a caracterização dos personagens:

No site de Siloff, além de mais imagens da samurai wars, encontramos mais trabalhos, como essas versões vitorianas da Liga da Justiça e dos Vingadores:

O link do site do cara: sillof