Upside Down.

Uma ficção que parece interessante. Em “Upside Down”, temos dois mundos paralelos e invertidos, um em relação ao outro; um aparecendo no céu do outro. Os habitantes destes mundos podem se ver quando olham pra cima, mas são proibidos de ter contatos diretos.

A trama do diretor argentino Juan Solanas enfoca um casal (Jim Sturgess e Kirsten Dunst)  que vive cada um em seu próprio mundo, a clássica história da paixão impossível contra tudo e todos. Continuar lendo

Top 10 filmes favoritos da Poltrona!

Bom, antes de mais nada, deixei de fora grandes sagas cinematográficas que estariam na lista. Star Wars, De volta para o futuro e O poderoso chefão estão entre meus filmes favoritos, mas aqui os desconsiderei em prol de algo diferente- essas sagas já aparecem em todas as listas, hehe. Alguns deles já foram  falados no blog, para ver , basta clicar no titulo. Continuar lendo

La jetée.

Muitos não sabem, mas o ótimo “os 12 macacos” dirigido por Terry Gilliam e protagonizado por Bruce Willis foi inspirado num curta francês  de 1962 inteiramente em foto-montagens, “La Jetée”. O curta mostra um homem em uma  Terra pós 3°guerra mundial jogado no fluxo do tempo com o objetivo de descobrir a solução para os problemas do mundo. Dirigido por Chris Marker, vale a pena conferir:

Pôster ilustrado de Super8

A divulgação do novo filme de J.J Abrams tem investido em conquistar os fãs dos filmes da Amblin e dos filmes de Steven Spielberg dos anos 80. Esse pôster foi feito para emular o mesmo efeito de cartazes ilustrados de filmes da época, como Indiana Jones, Star Wars e outros-não sei dizer se foi feito pelo Drew Struzan também, parece que sim.

A trama segue misteriosa pra caramba, sobre garotos testemunhando estranhos eventos em uma pequena cidade em 1979:

mas, caramba, é o filme que mais tenho vontade de ver esse ano. Nos EUA estréia esse fim de semana. Aqui, só em Agosto. droga.

Real Steel – trailer completo.

Continuo achando que esse filme pode ser legal, e já expliquei por quê aqui.

Na história, o boxe lutado por humanos foi proibido e para manter o esporte as pessoas foram substituídas por robôs. Jackman vive um treinador de robôs que não consegue prosperar no ramo por não ter acesso à material de qualidade. É então que ele e seu filho encontram um robô que ganha todas as lutas.

atualizado- esqueci de postar esse cartaz:

No Brasil, o filme vai se chamar “gigantes de aço” e estréia por aqui em 21 de outubro.

Duna de Jodorowsky.

Esse foi um projeto que se tornou lendário pelas ambições que o caracterizaram desde o começo:  adaptar a obra-prima sci-fi de Frank Herbert com direção do chileno especializado em filmes “nóia” Alejandro Jodorowsky. E parecia ir por um caminho interessante já que o diretor trabalhava na produção ao lado H.R Giger(o designer de Alien) e Moebius( o quadrinhista francês de Blueberry e o Incal, entre outros clássicos). O diretor ainda queria Salvador Dali como o imperador Shaddam, trilha do Pink Floyd e mais um monte de coisas. Mas o filme tinha um orçamento gigantesco, mais de 10 horas de duração e muitas diferenças em relação ao livro, o que fez com que  o estúdio responsável desistisse. Anos depois Duna virou filme pela visão de David Lynch( que não ficou lá essas coisas) e Jodorowsky e Moebius aproveitaram algumas de suas idéias para o filme  em “Incal”, um clássico das hqs.

Uma nova versão de Duna para o cinema também parece longe de acontecer, já que parece que a produção que estavam tentando fazer foi paralisada. Mas enquanto isso, Frank Pavich dirige um documentário sobre a produção não realizada de Jodorowsky, uma forma de manter vivo o trabalho feito pelos talentosos envolvidos.

Duna é um dos meus livros favoritos(recentemente teve uma nova edição pela editora Aleph), e eu gostaria de ver essa versão do diretor chileno em uma mini-série para a tv ou algo assim, mesmo sabendo que provavelmente ele se distanciaria do material original.